Suporte e Proteção ao Aleitamento Materno

Suporte e proteção ao Aleitamento Materno

O nosso propósito é melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável, com valores baseados no respeito. Em nossos pilares de atuação, estabelecemos o Compromisso Global com a Sociedade para Suportar e Proteger o Aleitamento Materno por meio de diversas iniciativas, tais como:

 

  1. A Política Nestlé de Suporte à Maternidade, a qual além de estabelecer a licença maternidade remunerada de 6 meses para nossas colaboradoras, também prevê a instalação de salas de apoio à amamentação em unidades Nestlé;
  2. O compromisso em participar das discussões relacionadas ao setor de Nutrição Infantil no Brasil em associações de indústrias (ABIA – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos; e ABIAD – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Para Fins Especiais e Congêneres), objetivando os mais altos padrões de comercialização responsável de substitutos do leite materno, bem como a representação ética do setor;
  3. A colaboração setorial responsável e transparente com governo, instituições públicas e sociedade civil para a implementação do Código da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil;
  4. O amplo escopo de procedimentos de Compliance e boa governança internos.

 

Nós valorizamos a confiança que nossos consumidores depositam na Nestlé, e é nossa responsabilidade respeitar esta confiança atuando sempre em seus melhores interesses. Acreditamos que o leite materno é a melhor escolha nutricional para lactentes, sendo a fonte ideal de nutrição, auxiliando na construção de um forte sistema imunológico e fortalecendo o vínculo entre a mãe e o bebê. O aleitamento materno desempenha um papel crucial no crescimento e desenvolvimento de bebês durante os primeiros 1.000 dias de vida.

 

Por este motivo, estamos comprometidos a apoiar as recomendações da OMS para que mães amamentem exclusivamente seus filhos durante os seis primeiros meses de vida, seguidos pela introdução de alimentos complementares nutricionalmente adequados juntamente com a manutenção do aleitamento materno até os dois anos de idade ou mais.

 

Nós também reconhecemos os casos em que mães não podem ou que optam por não amamentar, seja antes ou após o bebê completar seis meses de vida, e em todos estes casos recomendamos que elas consultem um profissional de saúde.

 

Pediatras e nutricionistas desempenham um papel fundamental nas orientações a mães, pais e responsáveis com relação à nutrição de lactentes e crianças de primeira infância. Se, em consulta com profissional de saúde, mães e familiares determinaram que a amamentação ideal não é possível, é vital que seus bebês sejam alimentados com os substitutos do leite materno cientificamente comprovados como sendo da mais alta qualidade para que auxiliem no desenvolvimento do lactente. Neste âmbito, somos guiados pelo Código da Organização Mundial da Saúde para a Comercialização de Substitutos do Leite Materno (“Código da OMS”) para a comercialização responsável de nossas fórmulas infantis.

 

Nós temos o compromisso de atuar em conformidade com o Código da OMS conforme implementado pelo governo brasileiro. Ademais, aplicamos voluntariamente nossa rigorosa Política Interna para Implantação do Código da OMS como critério mínimo sempre que a mesma apresentar aspectos mais restritivos que os da legislação local.

 

Nossas práticas de comercialização de alimentos para lactentes e crianças de primeira infância são regularmente verificadas por auditores internos e externos. Adicionalmente, a Nestlé Brasil possui um Responsável por Compliance interno que acolhe, esclarece e orienta o mercado brasileiro em questões relacionadas à conformidade com o Código Local ou com a Política Nestlé.

 

Continuamos a fortalecer nosso Sistema de Gerenciamento e Monitoramento de Compliance. Aprimoramos nosso sistema interno e externo para recebimento de alegações de violação com relação a nossas práticas de comercialização de alimentos destinados a lactentes e crianças de primeira infância por meio do canal Fale Conosco (“Tell Us”). Investigamos todas as questões relacionadas às nossas práticas de comunicação e comercialização de substitutos do leite materno, e lidamos imediatamente qualquer situação de não conformidade que nos seja relatada.

 

A Direção da Nestlé Brasil é a principal responsável pela implementação da atual Política. Os nossos princípios de Gestão Empresarial estabelecem que devemos liderar e demonstrar nosso compromisso com esta Política, promovendo a participação e o apoio dos colaboradores e parceiros comerciais no irrestrito cumprimento do Código Local e da Política Nestlé para implantação do Código da OMS.